Espectrometria de emissão óptica com plasma (ICP OES)

A espectrometria de emissão óptica com plasma indutivamente acoplado (ICP OES) é uma técnica analítica que permite a determinação de uma vasta gama de elementos químicos (metais, semimetais e alguns não metais como fósforo, enxofre e selênio), tanto em níveis majoritários, como traços (ppb e ppm), em diferentes tipos de matrizes.

A utilização desta técnica é bastante versátil, o que inclui análise de matérias primas minerais e seus produtos de processamento, metais e ligas metálicas, fertilizantes, cimentos, efluentes, águas, líquidos e pós.

O LCT dispõe de um ICP OES Horiba, modelo Ultima Expert, com visão radial e sistema de varredura sequencial.

Conheça os métodos de análises de ICP que o LCT dispõe para cada tipo de material.

Espectrômetro de emissão óptica com plasma indutivamente acoplado - Ultima Expert

Imagem horiba
Imagem horiba
Imagem horiba
Imagem horiba

Marca Horiba

  • Equipamento radial
  • Conjunto monocromador Czerny-Turner
  • Permite detecção de linhas de emissão entre 120 até 800 nm
  • Sequencial de alto desempenho com detector PMT (photomultiplier tube) e sistema High Dinamic Detection (HDD)
  • Umidificador de argônio
  • Análises semi-quantitativas através do software IMAGE
  • Resolução <6 pm para comprimentos de onda
  • Amostrador automático AS-500

Preparação de amostras para análise por ICP OES

  • Bloco digestor (LCT)
  • Chapa de aquecimento 400 (Jung)
  • Chapa de aquecimento NT 339 (Nova técnica)
  • Muflas Ney 3/550 PD e 3/550 NDI (02) (Vulcan) reguláveis até 1100 °C